Nutrição e...

#59 Nutrição e Rio+20

Nestas últimas semanas tem se falado bastante da Rio+20. E a nutri aqui não podia deixar de comentar da nutrição dentro desse contexto.

A Rio+20 é uma Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (UNCSD) que teve início no dia 13 de junho e termina hoje. Ela marca o 20º aniversário da UNCSD que ocorreu no Rio de Janeiro em 1992.

O objetivo da conferência é “assegurar um comprometimento político renovado para o desenvolvimento sustentável, avaliar o progresso feito até o momento e as lacunas que ainda existem na implementação dos resultados dos principais encontros sobre desenvolvimento sustentável, além de abordar os novos desafios emergentes”. (Fonte: Sobre a Rio+20).

Alguns dos pontos discutidos na Rio+20 são de enorme interesse para nutricionistas, profissionais da saúde e interessados: a Fome, a Alimentação e a Água.

Como se pode ler no site da conferência é preciso aliar Segurança Alimentar e Agricultura Sustentável:

“É hora de repensar a forma como nós cultivamos, compartilhamos e consumimos os nossos alimentos.

Caso feitos corretamente, a agricultura, silvicultura e pesca podem proporcionar alimentos nutritivos para todos e gerar rendas decentes, apoiando, ao mesmo tempo, o desenvolvimento rural centrado nas pessoas e a proteção ao meio ambiente. Mas agora, nossos solos, água doce, oceanos, florestas e biodiversidade estão sendo rapidamente degradados. A mudança climática está colocando ainda mais pressão sobre os recursos nos quais dependemos.

Uma mudança profunda no sistema alimentar e na agricultura mundial é necessária se quisermos alimentar os atuais 925 milhões de famintos e os 2 bilhões de pessoas esperadas até 2050.

O setor de alimentos e agricultura oferece soluções chave para o desenvolvimento, e é central para erradicação da fome e da pobreza.”
(Fonte: 7 Questões Críticas da Rio+20)

E você? O que pensa sobre a Rio+20? E sobre a segurança alimentar e o desenvolvimento sustentável?

Será que é possível gerar comida suficiente em (quantidade e qualidade) para todos sem agredir o meio ambiente?

Enquanto a solução para o problema não vem, cabe a cada um de nós fazer a sua parte. Veja aqui no “Aprendi Com A Nutri” algumas dicas de como ajudar o meio ambiente: O que você faz, conta!.

Leia também um pouco mais sobre o assunto:

O que aprendemos hoje?

#55 Opinião dos nutricionistas

Vou ser bem rápida neste post.

O meu intuito é só colocar aqui alguns esclarecimentos sobre certos assuntos.

O mercado e a mídia estão sempre divulgando novos produtos, dietas, campanhas e programas com a promessa do emagrecimento fácil e “saudável”, e eu me sinto na obrigação de deixar aqui a opinião dos nutricionistas a respeito disso.

Então, vamos aos links:

Faça bom proveito destas informações: leia e tome atitudes verdadeiramente saudáveis! Não caia em qualquer conversa ou propaganda enganosa.

Na dúvida (ou não) PROCURE UM NUTRICIONISTA!

Abraço.

O que aprendemos hoje?

#47 Nutricionistas e o Chocolate

 O que será que os nutricionistas acham do chocolate? 

 Bem, nós nutricionistas amamos todo alimento que faz bem pra saúde. E o chocolate não fica como vilão na nossa lista não, em! Tá pensando o quê?

 O chocolate, além de ser uma delícia, é um alimento muito nutritivo. Quer saber o por quê?

Ele é unanimidade quando pensamos em algo que acalma, relaxa, dá prazer, bem-estar, que combate a depressão, o estresse, o mau-humor – todas as sensações em uma só mordida. Mas poucos sabem que além dos benefícios emocionais, o coadjuvante especial da Páscoa possui também muitas vantagens físicas. Por ser um alimento e não uma guloseima, o chocolate dá energia, alimenta, estimula o raciocínio, alivia a tensão pré-menstrual, faz bem ao coração e é afrodisíaco! (Fonte: Diário de Canoas)

Se pensarmos nos nutrientes: o chocolate possui proteínas e gorduras e, em menores quantidades, micronutrientes como cálcio, magnésio, ferro, zinco, caroteno, vitaminas E, C e do complexo B.

Entre os demais componentes nutricionais estão a teobromina e a cafeína, dois estimulantes que auxiliam a liberação de endorfinas, serotonina e feniletilamina, responsáveis pela sensação de bem estar no organismo e pela química do amor.

Possui ainda flavonóides do cacau, com função cardioprotetora e antioxidante. Sendo assim, quanto maior a concentração de cacau que o chocolate possui, mais benefícios ele gera.

Em geral, os chocolates são ricos em açúcar e gordura (a exceção é o chocolate amargo), por isso é um alimento bem energético. E é pensando nisso que devemos consumi-lo com moderação: o ideal é não ultrapassar 50g por dia (Fonte: Chocolate e Reeducação Alimentar). Pesquisas demonstraram redução de 32% no risco de infarto para indivíduos que consumiam 1 ou 2 porções de chocolate amargo por semana (Fonte: Nutrição em Foco).

Há no mercado uma diversidade de formas (em pó, barra, ovo, etc.) e sabores de chocolate: branco, ao leite, meio amargo, com frutas… Sem falar do chocolate diet. Este último é uma ótima opção para os diabéticos devido à redução na quantidade de açúcares, no entanto é mais calórico porque costuma conter mais gordura que o chocolate tradicional. Na dúvida, leia a tabela nutricional disponível no rótulo.

Recentemente foram lançados chocolates especiais (“terapêuticos”) que auxiliam na perda de peso. Para gerar esse efeito são adicionadas à base de chocolate substâncias que inibem o apetite (Saiba mais em: Ovo de chocolate desenvolvido em laboratório).

Tá vendo quantos benefícios à saúde?

Mas vale lembrar algumas desvantagens:

  • Indivíduos sensíveis podem apresentar alergia ao consumo;
  • Crises de enxaqueca também podem ser desencadeadas por ele;
  • A ingestão excessiva, além do ganho de peso, também prejudica o bom funcionamento intestinal e eleva a glicemia.

Acho que deu pra perceber que há muito a se dizer sobre o chocolate… Leia mais sobre essa delícia gastronômica:

> História do Chocolate

> O Chocolate e suas variedades

> Comparação entre os tipos de chocolate

> Há chocolates e chocolates

> Chocolate 

Chocolate que combate a obesidade

> Empresa espanhola cria chocolate que inibe o apetite

Ovo de Páscoa feito de barrinhas de cereal

Espero que tenha gostado de aprender mais sobre o chocolate!

HOJE APRENDI QUE, EM QUANTIDADES CERTAS, O CHOCOLATE TRAZ MUITOS BENEFÍCIOS À SAÚDE. ALÉM DE AGRADAR AO PALADAR, ELE FAZ BEM AO CORAÇÃO, MELHORA O HUMOR E PODE AUXILIAR NA PERDA DE PESO!