Nutrição e...

#59 Nutrição e Rio+20

Nestas últimas semanas tem se falado bastante da Rio+20. E a nutri aqui não podia deixar de comentar da nutrição dentro desse contexto.

A Rio+20 é uma Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (UNCSD) que teve início no dia 13 de junho e termina hoje. Ela marca o 20º aniversário da UNCSD que ocorreu no Rio de Janeiro em 1992.

O objetivo da conferência é “assegurar um comprometimento político renovado para o desenvolvimento sustentável, avaliar o progresso feito até o momento e as lacunas que ainda existem na implementação dos resultados dos principais encontros sobre desenvolvimento sustentável, além de abordar os novos desafios emergentes”. (Fonte: Sobre a Rio+20).

Alguns dos pontos discutidos na Rio+20 são de enorme interesse para nutricionistas, profissionais da saúde e interessados: a Fome, a Alimentação e a Água.

Como se pode ler no site da conferência é preciso aliar Segurança Alimentar e Agricultura Sustentável:

“É hora de repensar a forma como nós cultivamos, compartilhamos e consumimos os nossos alimentos.

Caso feitos corretamente, a agricultura, silvicultura e pesca podem proporcionar alimentos nutritivos para todos e gerar rendas decentes, apoiando, ao mesmo tempo, o desenvolvimento rural centrado nas pessoas e a proteção ao meio ambiente. Mas agora, nossos solos, água doce, oceanos, florestas e biodiversidade estão sendo rapidamente degradados. A mudança climática está colocando ainda mais pressão sobre os recursos nos quais dependemos.

Uma mudança profunda no sistema alimentar e na agricultura mundial é necessária se quisermos alimentar os atuais 925 milhões de famintos e os 2 bilhões de pessoas esperadas até 2050.

O setor de alimentos e agricultura oferece soluções chave para o desenvolvimento, e é central para erradicação da fome e da pobreza.”
(Fonte: 7 Questões Críticas da Rio+20)

E você? O que pensa sobre a Rio+20? E sobre a segurança alimentar e o desenvolvimento sustentável?

Será que é possível gerar comida suficiente em (quantidade e qualidade) para todos sem agredir o meio ambiente?

Enquanto a solução para o problema não vem, cabe a cada um de nós fazer a sua parte. Veja aqui no “Aprendi Com A Nutri” algumas dicas de como ajudar o meio ambiente: O que você faz, conta!.

Leia também um pouco mais sobre o assunto:

O que aprendemos hoje?

#31 Ame seus pneuzinhos

A obsessão pela magreza leva muitas pessoas a fazer loucuras e a apelar para dietas restritivas, sucos, chás, medicamentos e aos exageros na atividade física. Tais comportamentos podem acarretar sérios riscos e prejuízos à saúde. Entre essas e outras loucuras para emagrecer está a anorexia nervosa, um transtorno alimentar caracterizado pelo ciclo de perder peso e não se alimentar.

Por definição anorexia designa “a perda ou diminuição acentuada do apetite”. “Pode ser causada por alguma patologia, como o câncer, por outras afecções metabólicas, endócrinas e digestivas, ou por desordem alimentar de origem psicológica, como no caso da anorexia nervosa” (Fonte: Portal Nutrição em Foco).

Este transtorno atinge principalmente as mulheres e as adolescentes, mas homens (Homens e a anorexia) e crianças [Anorexia: fome e beleza corporal) não estão livres dela.

É importante manter-se atenta (o) aos sinais que podem indicar a presença da anorexia, alguns deles são:

  • Recusa em se alimentar;
  • Aversão aos alimentos;
  • Preocupação excessiva com a comida;
  • Comportamentos compulsivos ou ritualistas tais como cortar a comida em pedaços pequenos ou arrumar os alimentos no prato;
  • Mudanças bruscas de humor;
  • Medo intenso de ganhar peso ou engordar;
  • Isolamento social;
  • Perda significativa e não justificada de peso;
  • Amenorréia (perda de menstruação);
  • Fraqueza generalizada;
  • Sono excessivo;
  • Enfraquecimento ou queda de cabelo;
  • Tom de pele pálido;
  • Prisão de ventre;
  • Pele seca.

Logo abaixo seguem algumas imagens que falam por si:

VOCÊ TEM PROBLEMAS COM SEUS PNEUZINHOS?

Do you have any problem with your fat?

Ame seus pneuzinhos e, para todos os efeitos, procure a ajuda de um nutricionista! MAGREZA EXCESSIVA NÃO É NORMAL!

E aí, deu pra aprender mais um pouco com a nutri?

 

Mais sobre o assunto:

> Anorexia aumenta entre mulheres acima de 30 anos

> Anorexia e Gravidez: Relato de caso

> Britânica de 27 anos diz que ficar grávida a salvou da anorexia

> Campanha contra a anorexia causa a desejada polêmica

> Ex-RBD Anahí apoia mulheres vítimas de anorexia

> Livro infantil fala sobre menina que faz dieta e cria polâmica

> Morre famosa modelo de campanha contra anorexia

> Mulher morre após 16 anos de batalha contra a anorexia nervosa

> Sinais que podem indicar a presença da Anorexia

> Vegetarianismo pode esconder distúrbio alimentar

O que aprendemos hoje?

#18 Fome, Obesidade e Desperdício: não alimente esse problema

A fome, a obesidade e o desperdício de alimentos são problemas sérios que afetam e preocupam a humanidade.

É triste o contraste existente no mundo: 300 milhões de pessoas apresentam obesidade (sendo o excesso alimentar uma das suas causas) e toneladas de alimentos são jogadas no lixo todos os dias , enquanto há milhares de pessoas passando fome!

Pensando nisso, o Conselho Federal de Nutricionistas (CFN) juntamente com os Conselhos Regionais de Nutricionistas (CRN) lançou em 31 de março (Dia da Saúde e Nutrição) deste ano a Campanha Nacional “Fome, Obesidade, Desperdício: não alimente esse problema”.

O intuito da campanha é conscientizar a população sobre os danos do desperdício exacerbado de comida, enquanto milhares de pessoas passam fome, e abordar as causas e consequências da obesidade.

Para dar maior visibilidade ao tema, os CRN promoveram ações em várias cidades no dia 31 de março e no Dia do Nutricionista (31 de agosto). Mais ações estão previstas para o dia 16 de outubro, Dia Mundial da Alimentação.

Fique atento às programações do CRN da sua região e participe da campanha! Vamos nos unir para combater estes três problemas! Com medidas simples você pode impedir que eles cresçam mais:

  • Seja solidário e participe de ações de combate à fome, doe alimentos e ajude centros de distribuição de alimentos;
  • Procure manter seu peso na faixa ideal e ter uma alimentação mais saudável e balanceada. Se precisar de ajuda, consulte um nutricionista;
  • Pratique exercício físico regular e diga adeus ao sedentarismo e à obesidade;
  • Evite desperdícios! Conserve adequadamente os alimentos, consuma-os antes que estraguem e aproveite ao máximo os alimentos, usando talos e cascas em receitas diferentes e retirando apenas as partes ruins de alimentos um pouco estragados (ao invés de jogar tudo fora).

Agora quero que repita comigo: “Hoje aprendi que posso evitar o aumento da fome, da obesidade e do desperdício de alimentos participando de ações de combate à fome, aproveitando da melhor forma possível os alimentos e adotando hábitos de vida mais saudáveis, como evitar alimentos industrializados e muito calóricos e realizar uma atividade física regular!”

Aprendeu um pouquinho e está querendo saber mais? Então clica aí: